APOIO À 3.ª IDADE

APOIO À 3.ª IDADE

As respostas sociais de Apoio à Terceira Idades do Centro Social de Leça do Balio, nomeadamente ERPI, SAD e Centro de Dia consistem de um modo geral, na prestação de serviços à comunidade, contribuindo para a promoção integral de todos, coadjuvando os serviços públicos competentes ou as Instituições Particulares, num espírito de solidariedade humana e social. Estão ligadas à promoção do bem estar das pessoas idosas, em particular das que vivam em situação de carência familiar ou de isolamento, e que por isso tenham necessidade de apoio moral, social ou familiar.

Uma breve história

Em 1994, o Centro Social de Leça do Balio, sempre atento às necessidades da sua comunidade, uniu esforços no sentido de criar novas respostas sociais de apoio à população idosa. Nessa perspetiva, várias entidades, nomeadamente a Junta de Freguesia de Leça do Balio, Segurança Social e Câmara de Matosinhos, aliaram-se para criar uma base estrutural que permitisse dar resposta às necessidades da Terceira Idade.

Assim, em Novembro de 1997 foi inaugurado o Centro de Dia e um ano depois, em 1998, a Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, com capacidade para 14 utentes, respondendo assim às necessidades dos mais velhos.

Sempre numa atitude reflexiva acerca da sua missão e tendo em conta a transformação social, no ano de 2000, o Centro Social de Leça do Balio, cria o Serviço de Apoio ao Domicilio Integrado em cooperação com a ULS de Matosinhos e a Segurança Social. Esta cooperação vigorou até ao ano de 2013, altura em que os utentes abrangidos por este serviço, foram integrados no Serviço de Apoio Domiciliário Tradicional, tendo sido alargado o Acordo de Cooperação para 64 utentes.

Em 2011/2012 construi-se a ampliação do edifício de apoio à 3ª idade tendo sido inaugurado a 20 de Dezembro de 2012.

Nestes anos da sua atividade, esta unidade não circunscreveu a sua ação à prestação de cuidados e serviços, desenvolvendo também uma série de atividades e experiências que promovam o envelhecimento ativo.

CENTRO DE DIA

O Centro de Dia do Centro Social de Leça do Balio, é uma resposta social que consiste na prestação de um conjunto de serviços a pessoas idosas, em situação de risco ou de perda de independência, contribuindo assim, para que tenham maior qualidade de vida, ao satisfazer as suas necessidades básicas e /ou as atividades da vida diária, mantendo-os no seu meio sócio familiar.

O Centro de Dia prevê um conjunto de ações que satisfaçam as necessidades básicas do idoso, promovendo as relações interpessoais com o objetivo de evitar o isolamento social.

São objetivos gerais da resposta:

  • Contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e famílias;
  • Contribuir para a permanência dos utentes no seu meio habitual de vida, retardando ou evitando o recurso a estruturas residenciais.

São objetivos específicos:

  • Prevenir situações de dependência;
  • Apoiar os utentes e famílias na satisfação das suas necessidades básicas e atividades da vida diária;
  • Contribuir para a conciliação da vida familiar e profissional do agregado familiar;
  • Promover estratégias de desenvolvimento da autonomia;
  • Prestar os cuidados e serviços adequados às necessidades dos utentes, sendo este objeto de contratualização.

Serviços prestados:

O Centro de Dia assegura entre outros os seguintes serviços:

  • Refeições;
  • Convívio/ ocupação;
  • Cuidados de higiene;
  • Tratamento de roupas;
  • Férias organizadas;
  • Serviço de transporte.

SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO (SAD)

O Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) do Centro Social de Leça do Balio, é uma resposta social que consiste na prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio a indivíduos e famílias quando estes, por motivo de doença, deficiência ou outro impedimento, não possam assegurar temporária ou permanentemente, a satisfação das suas necessidades básicas e/ou as atividades da vida diária.

O Serviço de Apoio Domiciliário do Centro Social de Leça do Balio prevê o desenvolvimento de ações e medidas preventivas do isolamento, da exclusão e da dependência, que contribuem para um envelhecimento saudável e para a melhoria da qualidade de vida dos indivíduos. Através da prestação de cuidados e serviços de apoio domiciliário, pretende-se promover a manutenção das pessoas no seu meio familiar e social, evitando ou adiando a institucionalização.

São objetivos gerais da resposta:

  • Contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e famílias;
  • Contribuir para a permanência dos utentes no seu meio habitual de vida, retardando ou evitando o recurso a estruturas residenciais.

São objetivos específicos:

  • Prevenir situações de dependência;
  • Apoiar os utentes e famílias na satisfação das suas necessidades básicas e atividades da vida diária;
  • Colaborar e/ou assegurar o acesso à prestação de cuidados de saúde.
  • Contribuir para a conciliação da vida familiar e profissional do agregado familiar;
  • Promover estratégias de desenvolvimento da autonomia;
  • Prestar os cuidados e serviços adequados às necessidades dos utentes, sendo estes objeto de contratualização.

Serviços prestados:

  • Fornecimento e apoio nas refeições, respeitando as dietas com prescrição médica;
  • Cuidados de higiene e conforto;
  • Tratamento da roupa do uso pessoal do utente;
  • Higiene habitacional, estritamente necessária à natureza dos cuidados prestados.

O Serviço de Apoio Domiciliário pode assegurar ainda outros serviços, nomeadamente:

  • Cuidados de imagem.

ESTRUTURA RESIDENCIAL PARA PESSOAS IDOSAS (ERPI)

A Estrutura Residencial para Pessoas Idosas prevê um conjunto de ações que satisfaçam as necessidades básicas do idoso, promovendo as relações interpessoais com o objetivo de melhorar a sua qualidade de vida.

São objetivos gerais da resposta:

  • Prestar serviços à comunidade;
  • Contribuir para a promoção da qualidade de vida das pessoas e famílias;
  • Promover a solidariedade social.

São objetivos específicos:

  • Prevenir situações de dependência;
  • Promover estratégias de desenvolvimento da autonomia;
  • Prestação de cuidados nas ABVD;
  • Acompanhamento de cuidados médicos e enfermagem.

Serviços prestados:

Assegura entre outros os seguintes serviços:

  • Alojamento;
  • Refeições;
  • Convívio/ocupação;
  • Cuidados de higiene;
  • Tratamento de roupas;
  • Serviço de transporte;
  • Acompanhamento médico;
  •  Acompanhamento a consultas médicas externas.

Documentos

Admissão ao apoio à 3.ª Idade

Todos os processos de admissão ás valências da Terceira Idade  iniciar-se-ão com uma entrevista conduzida pela  assistente social, sendo preenchida a ficha de candidatura e dado o  parecer da assistente social.

Após haver confirmação de vaga, dar-se-á inicio ao processo de entrada, tendo para isso de apresentar todos os documentos necessários e comparecer nas entrevistas indicadas. Só após concluído este processo é que a Direção decidirá da entrada na valência .

A admissão deverá ser sempre de carácter experimental nos primeiros 60 dias, como forma de testar a capacidade de integração do idoso, findo o qual, passa a definitivo se até ao final do prazo nenhuma das partes comunicar algo em contrário.

São condições de admissão:

– Possuir idade igual ou superior a 65 anos (salvo casos excecionais, poderão ser admitidos candidatos com menos idade cuja situação sócio/económica/saúde o justifique);
– Ser da vontade expressa do idoso em ser admitido.

Contacto

    Morada

    CENTRO SOCIAL DE LEÇA DO BALIO
    Morada: Rua Padre Velho Barbosa – S/N
    4465 – 761 Leça do Balio
    Telf: 229534900
    e-mail: centro.dia@centrosocialdelecadobalio.pt

    Coordenadas GPS: 41.212414, -8.634531

    Galeria